fbpx
Aprendizagem baseada em competências

Aprendizagem baseada em competências

A Base Nacional Comum Curricular (BNCC) foi aprovada em 2017 para ser uma referência nacional na elaboração de currículos,na criação e aquisição materiais didáticos, na formação de educadores e no direcionamento das avaliações em larga escala. É um documento extenso que propõe um conjunto orgânico e progressivo das aprendizagens essenciais que os estudantes devem desenvolver ao longo da Educação Básica, buscando, dessa maneira, assegurar os direitos de aprendizagem de crianças, jovens e adultos.

Para cumprir tais objetivos, a BNCC estabelece competências e habilidades. Essa abordagem defende a formação de um estudante que continuamente esteja apto a “aprender a aprender”, a envolver-se com entusiasmo na vida, a interagir com o outro, a relacionar o conhecimento teórico à prática, a resolver situações complexas com ética. Essa é uma perspectiva que visa ao desenvolvimento integral e coletivo, e não ao individualismo, nas dimensões intelectual, física, social, emocional e cultural.

De acordo com a Base, na Educação Básica, as aprendizagens essenciais devem assegurar o desenvolvimento de dez competências gerais que perpassam e que se inter-relacionam a todos os componentes curriculares. Competência é definida como “a mobilização de conhecimentos (conceitos e procedimentos), habilidades (práticas, cognitivas e socioemocionais), atitudes e valores para resolver demandas complexas da vida cotidiana, do pleno exercício da cidadania e do mundo do trabalho” (BRASIL, 2017, p. 8).

Embora tenha sido colocada em destaque com a publicação da BNCC, a aprendizagem baseada em competências não é um conceito novo. Esse modelo surgiu nos Estados Unidos, na década de 60, quando instituições começaram a questionar o modelo tradicional de ensino, analisando se o conhecimento adquirido em sala de aula também poderia ser utilizado fora do ambiente escolar.O quadro a seguir apresenta as principais diferenças entre essas duas abordagens pedagógicas.

APRENDIZAGEM TRADICIONALAPRENDIZAGEM BASEADA EM COMPETÊNCIAS
Tempo fixoTempo variável
Apresentação de conceitos ocorre de maneira generalizadaApresentação de conceitos pode ocorrer de maneira personalizada
É possível dominar alguns conceitosÉ necessário dominar todos os conceitos
Apenas alguns estudantes aprendemMais alunos tendem a aprender
Ritmo de aprendizagem fixoRitmo de aprendizagem variável
Avaliação conforme domínio de conceitosAvaliação conforme domínio de competências

            A aprendizagem baseada em competências direciona, ainda, a interdisciplinaridade, partindo do pressuposto de que os conhecimentos advindos das diversas áreas de conhecimento se complementam. Com isso, busca-se romper com a visão tradicional da fragmentação disciplinar “radical” do conhecimento.

            É relevante ainda mencionar que essa abordagem focaliza o equilíbrio entre teoria e prática, indicando a aplicação do conhecimento na vida real. Por isso, considera a importância do contexto para dar sentido ao que se aprende, no intuito de fornecer ao estudante condições para aprender a resolver problemas, procurar soluções, atuar com responsabilidade diante da cultura digital, conviver com as diferenças e diversidade.

            O processo de ensino e aprendizagem que tem como eixo as competências, demanda que os estudantes adotem uma série de posturas diante do conhecimento, diante de si e diante do outro, o que contribui para que vivam o hoje e o futuro próximo apreciando e desfrutando das possibilidades oferecidas pelo mundo. A escola, como sendo um espaço vivo, é o local adequado para que crianças, jovens e adultos desenvolvam essas posturas, contemplando o presente e olhando para o futuro.

            Para isso, é preciso criar umaatmosfera escolar em que gestores, coordenadores e professores valorizem o conhecimento como meio de desenvolvimento de competências, e, com isso, devem mobilizar seus recursos, conhecimentos e experiências, elaborare comprovar hipóteses, argumentar, se entusiasmar com a própria aprendizagem e com a aprendizagem dos estudantes, enfrentar problemas com resiliência e ter atitudes éticasfrente às diversas situações vivenciadas no ambiente escolar.

No contexto complexo da instituição escolar, expressar as competências diante das dificuldades implica a necessidade da formação continuada de todos os profissionais de educação e comunidade escolar, ou seja, todos aqueles ligados direta ou indiretamente ao sucesso escolar, no intuito de que desenvolvam e expressem competências para um mundo que muda e para uma vida que segue e tem o direto de seguir.

SAIBA MAIS

E-book – Aprendizagem baseada em competências: o potencial da abordagem na EAD (Disponível para download em: https://b09e16b4-e327-443b-81a7-4a25a1d032f1.filesusr.com/ugd/06b15b_7a673e922d3b4a649c75a05d45936c07.pdf)

Vídeo – Ensino por competências: como fazer? (Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=tL3YFWpaikQ)

COMPARTILHE: