fbpx
Soft Skills e Hard Skills: ajudando os estudantes a compreenderem o mercado de trabalho

Soft Skills e Hard Skills: ajudando os estudantes a compreenderem o mercado de trabalho

             Em sua tradução literal, skills significa “habilidade” e aplicado aos termos hard e soft passa a designar categorias de conhecimento distintas. Hard Skills significa habilidades técnicas/profissionais, que envolve os domínios de áreas de conhecimento, a exemplo dos cursos e capacitações de que participou, dos livros que leu, dos treinamentos e competências técnicas que possui. Já as Soft Skills são habilidades não mensuráveis, pois representam as aptidões comportamentais de uma pessoa para lidar consigo próprio, compreendendo as emoções, e com os outros, por meio da empatia, por exemplo.

             E o que essas habilidades têm a ver com o mercado de trabalho? O que importa mesmo não é o currículo? No século XXI o conceito de bom profissional mudou, não é mais aquele que detém o QI (Quoeficiente de Inteligência) mais elevado, mas aquele que, além disso, controla seu próprio comportamento e sabe lidar adequadamente com os sentimentos dos outros, isto é, apresenta Inteligência Emocional.

Fonte: <https://cisassessment.com/soft-skills-como-desenvolver-habilidades/>

             No mercado de trabalho atual, os recrutadores de profissionais têm aderido à identificação de Soft e Hard Skills nos perfis de seus candidatos, tendo em vista que as habilidades técnicas já não são mais suficientes para manter as pessoas empregadas. Sob esse aspecto, é preciso potencializar as inteligências para um domínio do desenvolvimento completo e integral do ser, conforme direciona a Base Nacional Comum Curricular (BNCC, 2018). As inteligências múltiplas a serem potencializadas são propostas pela Lista de Howard Gardner (1995):

  •  Inteligência lógico-matemática;
  • Inteligência linguística;
  • Inteligência musical;
  • Inteligência corporal-cinestésica;
  • Inteligência espacial;
  • Inteligência interpessoal;
  • Inteligência intrapessoal;
  • Inteligência naturalista.

             Na BNCC é possível identificar o direcionamento para o ensino baseado nas Hard Skills, quando apresenta conteúdos disciplinares para cada componente curricular, e nas Soft Skills, por meio do ensino de habilidades subjetivas que incluem a argumentação, a empatia e a cooperação, conforme competências gerais tratadas no âmbito das áreas de Linguagem e suas Tecnologias e Ciências Humanas e Sociais Aplicadas.

             Esta Sequência Didática pode ser aplicada presencial ou remotamente, trazendo conceitos dinâmicos que envolvem a descoberta de habilidades profissionais e a mobilização e aprimoramento de habilidades como Inteligência Emocional, criatividade, pensamento crítico e gestão de tempo e de conflitos. Em aula presencial, sugere-se que os alunos estejam dispostos em círculo ou em torno de uma grande mesa, para facilitar a comunicação e viabilizar o diálogo.

TemaSoft Skills e Hard Skills para entender o mercado de trabalho

Objetivos

Compreender a importância do desenvolvimento de habilidades interpessoais e técnicas para o mercado de trabalho; Descobrir as próprias Soft e Hard Skills, a fim de desenvolvê-las.

Público-alvo

1ª, 2ª e 3ª séries do Ensino Médio

Áreas de conhecimento

Linguagens e suas Tecnologias, Ciências Humanas e Sociais Aplicadas
Habilidades
(EM13LP05) Analisar, em textos argumentativos, os posicionamentos assumidos, os movimentos argumentativos (sustentação, refutação/ contra-argumentação e negociação) e os argumentos utilizados para sustentá-los, para avaliar sua força e eficácia, e posicionar-se criticamente diante da questão discutida e/ou dos argumentos utilizados, recorrendo aos mecanismos linguísticos necessários. (EM13CHS501) Analisar os fundamentos da ética em diferentes culturas, tempos e espaços, identificando processos que contribuem para a formação de sujeitos éticos que valorizem a liberdade, a cooperação, a autonomia, o empreendedorismo, a convivência democrática e a solidariedade. (EM13CHS606) Analisar as características socioeconômicas da sociedade brasileira – com base na análise de documentos (dados, tabelas, mapas etc.) de diferentes fontes – e propor medidas para enfrentar os problemas identificados e construir uma sociedade mais próspera, justa e inclusiva, que valorize o protagonismo de seus cidadãos e promova o autoconhecimento, a autoestima, a autoconfiança e a empatia.

Tempo estimado

5 a 6 aulas (de 50 minutos)

Recursos da aula

Computador, ou notebook, ou smartphone com conexão à internet e aparelho retroprojetor, post-its ou caderno, canetas coloridas.
      Etapas     Apresentação da situaçãoApresentação da situação; Produção inicial; Módulo 1; Produção final.
– Com o objetivo de compreender a importância das Hard e Soft Skills para o desenvolvimento pessoal e profissional, é preciso que, se as aulas forem aplicadas presencialmente, os alunos estejam sentados em volta de mesas redondas (formato reunião) ou uma única mesa ou em (semi)círculo. – Proponha uma discussão em torno do tema do gerenciamento das emoções, a partir das seguintes questões: você reconhece quando vai ficar ou quando está com raiva? Você tem sintomas emocionais, como ansiedade, insônia, irritabilidade, inquietude ou falta de paciência? Possui tiques ou manias, como roer unhas, piscar o olho, morder-se, coçar ou espremer exageradamente ou outra atitude como essas? Quando se trata de sintomas emocionais mais intensos, você sente algum desses: falta de concentração ou dificuldade de aprendizado; crises de choro; ruminação de ideias ruins; cansaço e fadiga; medos exagerados e/ou vontade de sair do lugar/fugir? ­– Dê voz aos alunos, permita que discutam e até deem exemplos de situações aplicadas aos questionamentos; explique para eles que esses são sintomas de ansiedade e que é preciso saber lidar com eles e controlá-los em direção ao equilíbrio emocional, pois quanto mais características os alunos indicarem em torno dos sintomas emocionais, vai indicar um nível de estresse mais elevado. – Indique aos alunos o filme “Desafiando gigantes”. Diga para eles que devem assistir observando, principalmente, a importância da determinação para alcançar objetivos. Informe, também, que nas próximas aulas desenvolverão atividades de autoconhecimento e identificação de características profissionais para o atual mercado de trabalho.
  

Produção inicial     – Retome o diagnóstico da ansiedade e o filme que foi assistido; comente sobre a importância de sonhar e de nutrir expectativas para o futuro profissional e aquisições pessoais, sempre permitindo a participação dos estudantes.

                                 – Solicite aos alunos que resolvam as seguintes atividades:

                                 Atividade 1: Encontre suas habilidades em você mesmo. Escreva três colunas e preencha com as seguintes informações: coluna 1: “Meu sonho” – liste todos os seus sonhos, sem restrição de número ou extensão dos detalhes; coluna 2: “Chance de realizá-lo” – numericamente, de 0 a 10, qual é a chance de realizar cada sonho?; coluna 3: “Ações para realizá-lo” – O que você fez, faz ou pretende fazer para realizar cada sonho?

                                 – Atividade 2: Imagine que você foi selecionado para uma entrevista de emprego para um cargo que deseja muito exercer. O entrevistador iniciou com perguntas básicas sobre experiência profissional e vida pessoal. Depois questionou: Qual é a sua maior qualidade? Qual é o seu maior defeito? – Solicite que os alunos respondam às questões com sinceridade. Em seguida, no momento de partilha, explique que essas são perguntas-chave realizadas em entrevistas de emprego atualmente, a fim identificar as Soft Skills dos candidatos.

                                 – Discuta com os alunos os cinco principais passos para a tomada de decisão:

  1. Autoconhecimento – conhecer a si mesmo.
  2. Autorresponsalidade – você é o único responsável pelo seu sucesso.
  3. Foco – priorizar o que é importante, sem desculpas.
  4. Estratégia – estabelecer metas e organizar as etapas.
  5. Determinação – sair da zona de conforto e ir em busca dos objetivos.

                 – Você poderá elaborar slides e realizar uma aula interativa, relacionando os cinco passos ao que foi realizado pelo time de futebol americano no filme “Desafiando gigantes”. Permita que os alunos participem ativamente.

   Módulo 1 – Com o objetivo de estimular e conhecer a importância das habilidades técnicas e comportamentais, proponha a realização do questionário disponível em: <https://cisassessment.com.br/degustacao/dstim>, que indicará o nível pessoal de competência entre as inteligências múltiplas. – Solicite que o estudantes acessem o site <https://carreiras.goowit.com/> a fim de consultarem o guia de profissões, indicarem a(s) potencial(is) profissão(ões) que pretendem seguir e, posteriormente, pesquisem as atribuições do cargo e aptidões necessárias para exercê-la, relacionando-as com a tabela sobre os sonhos e o perfil de inteligências múltiplas descoberto no questionário anterior. – Inicie uma roda de conversas para os alunos exporem os resultados da atividade, organizando-a em forma de debate: determinar o tempo de fala, a ordem de participação, a possibilidade de questionar uns aos outros. Além disso, enquanto um aluno estiver com palavra, os outros colegas da turma poderão pedir a vez para comentar, dar sugestões e/ou fazer perguntas acerca do tópico discutido. Com essa atividade, é possível que os alunos trabalhem a empatia e auxiliem uns aos outros na descoberta da melhor área para cada perfil.
  Produção final 
– Se possível, digite em arquivo Word, para encaminhar on-line ou imprimir para a turma, as tabelas referentes às “Competências Emocionais Pessoais” e “Competências Emocionais Sociais” com avaliação numérica (de 0 a 10 em cada habilidade), presentes no livro de Vieira e Silva (2019). – Solicite que os alunos preencham as tabelas. Em seguida, requeira que somem os resultados individuais de cada tabela, depois realizem a soma dos dois resultados (Competências Emocionais Pessoais + Competências Emocionais Sociais) para obter o Quoeficiente Emocional (QE). Proponha a discussão das conclusões: Para que o desenvolvimento das Soft Skills pode ser importante para a sua vida? Quanto você tem valorizado as Hard Skills? A que conclusões podemos chegar?
Avaliação 
Recomenda-se que a avaliação seja um processo contínuo, realizado através de práticas de leitura, discussão e participação nas atividades.   

Saiba mais!

ANTUNES, Lucedile (Coord.). Soft skills. São Paulo, SP: Literare Books International, 2020.

GOLEMAN, Daniel. Inteligência Emocional. Rio de Janeiro: Objetiva, 2011.

VIEIRA, Paulo; SILVA, Deibson. Decifre seu talento: guia prático para acertar na sua escolha profissional. São Paulo: Editora Gente, 2019.

Paloma Sabata Lopes da Silva Doutora em Letras pela UFPE, especialista em Inteligência Emocional e em Libras, é professora, editora assistente, escritora e palestrante. Confia no potencial da educação para o desenvolvimento intelectual e socioemocional do ser.                

COMPARTILHE: